« Voltar

Notícias


Atualidades

Catedral de Ribeirão Preto é autorizada a iniciar reforma

Agora é oficial: a Catedral Metropolitana de Ribeirão Preto será reformada. A autorização para a primeira das três etapas foi dada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico (Condephaat), em deliberação publicada no Diário Oficial do Estado no dia 9 de junho.


Para as obras começarem, a Igreja precisa arrecadar R$ 3 milhões - campanhas de apoio junto aos ribeirão-pretanos, iniciadas em janeiro, serão intensificadas nos próximos meses.
A expectativa do padre Francisco Jaber Moussa, o padre Chico, é que a reforma comece no primeiro quadrimestre de 2019.
A primeira etapa focará no reforço estrutural da Catedral, com reparo de rachaduras, declives, troca do telhado e do sistema hidráulico.

Os trabalhos devem levar de oito meses a um ano. Há rasgos na parede suficientes para "engolir" uma caneta, que segundo laudos de engenharia contratados pela Catedral foram agravados pela trepidação causada pela circulação de veículos no entorno.

"Tudo foi pensado para manter o funcionamento normal da Catedral durante a revitalização", afirmou o padre Chico. Não haverá restrição de circulação de pessoas, nem cancelamento de missas ou casamentos já agendados.

Após o reforço estrutural, serão mais duas etapas de restauro, principalmente da pintura, além de melhorias no paisagismo do entorno. Esses projetos ainda precisam de aprovação do Condphaat e, por ora, não têm custo estimado.

Segundo o padre Chico, a reforma estrutural, justamente por ser mais invasiva, era a de aprovação mais complexa no órgão cultural.

Dos R$ 3 milhões orçados, R$ 1 milhão está previsto para ser arrecadado mediante Proac (Programa de Ação Cultural), ação do governo estadual que concede isenção fiscal a empresas que investem em cultura. Padre Chico diz que 30 empresas já demonstraram interesse em ajudar pelo programa.

Os R$ 2 milhões restantes, diz, devem ser angariados mediante ações com a comunidade. "Rifas, quermeses, doações, bazares... teremos diversas ações. O apoio da população está sendo bastante positivo", afirma o padre. A campanha junto aos ribeirão-pretanos foi intitulada "Mãos que fazem História".

Não está descartado, porém, recorrer à Lei Rouanet e, até, o Clero da Igreja Católica uma pesquisa de opinião foi lançada ontem para saber quem a sociedade considera que deva arcar com os gastos.

Campanha por questionário

Ontem, a Catedral lançou uma pesquisa para a sociedade opinar sobre quem deveria ajudar com os custos da reforma. Entre as opções estão a Cúria, o Clero, as paróquias da Arquidiocese, a iniciativa privada, a comunidade e os órgãos públicos de preservação de patrimônio. Segundo o padre Chico, a ideia do questionário é "engajar a população".

Climatização

Paralelo à reforma estrutural, a Catedral tenta junto ao Condephaat autorização para a climatização do ambiente interno, mediante instalação de estrutura para aparelhos de ar-condicionado. Os custos de infraestrutura seriam embutidos na primeira fase da reforma.

Reparo dos danos

Ao autorizar a reforma da Catedral, o colegiado do Condephaat ressalvou que "os danos provocados em elementos arquitetônicos pela execução do Projeto de Recuperação Estrutural deverão ser objeto de recuperação futura"

Rifa

Lançada em janeiro, a rifa que sorteará um Fusca na quermesse de 14 de julho já teve 66 mil talões vendidos. Cada talão custa R$ 2, e a renda será revertida para a reforma da Catedral.

Sem cancelamento

Padre Chico garante que não haverá interferências nas missas ou casamentos a agenda, inclusive, foi reaberta para o segundo semestre. Ele diz que as obras serão feitas, principalmente, de fora para dentro ou seja: sem prejuízos no interior da Catedral. Mas, caso seja necessário alguma intervenção interna, ele já tem um plano B: desde papeis de parede até placas que simulam o piso, para camuflar eventual resquício de obra. "Esteticamente, não haverá nenhum prejuízo para os eventos", garante.

Ônibus

A Catedral venceu a queda-de-braço travada com a ex-prefeita Dárcy Vera e conseguiu barrar a reforma de uma estação de ônibus na Florêncio de Abreu. Segundo o padre Chico, laudos de engenharia apontam que a trepidação dos veículos agrava as rachaduras. Este ano, o Palácio Rio Branco suprimiu 17 linhas do transporte coletivo que passavam em frente à Catedral.

Troca do asfalto

Está previsto, nas obras do PAC Mobilidade, a troca do pavimento das ruas que circundam a Catedral. O objetivo é fazer a substituição do antigo piso de paralelepípedo, que está abaixo do asfalto, por uma estrutura que diminua as trepidações. A previsão é que a obra comece em 2019.

História
Em 1904 foi o lançamento da pedra fundamental da Catedral, mas ela só foi oficialmente inaugurada em 18 de novembro de 1954. "A Catedral representa um dos mais significativos monumentos daquele que é o patrimônio cultural da cidade, não só pelo conjunto arquitetônico, mas também pelo que representa no intangível, enquanto memória de fé de boa parte da população. Ela, sem dúvida nenhuma, é parte de nossa identidade." (Nainôra de Freitas, historiadora)

Fonte: https://www.acidadeon.com/ribeiraopreto/cotidiano/cidades/NOT,0,0,1342059,catedral+de+ribeirao+preto+e+autorizada+a+iniciar+reforma.aspx

Hosrários

Santos de calça jeans

Aniversários

 
Copyright © 2018 Catedral São Sebastião | Todos os direitos reservados.