« Voltar

Artigos


28/09/2017 - Diversos

300 anos de Aparecida: padre explica significado da Rosa de Ouro

Santuário Nacional de Aparecida já recebeu Rosa de Ouro dos Papas Paulo VI e de Bento XVI


Denise Claro

Da Redação

Ao longo dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, um dos momentos marcantes foi a entrega da Rosa de Ouro ao Santuário Nacional em duas ocasiões, fato lembrado com particular importância.

A Rosa de Ouro é uma oferta dos Papas que simboliza particular estima por cidades, pessoas ou santuários reconhecidos como centros de grande devoção. Além do Santuário de Aparecida, as maiores igrejas do mundo receberam a honraria, como a Basílica de São João de Latrão, Basílica de São Pedro e de Santa Maria Maior.A tradição está documentada desde o Pontificado de Leão IX (1049- 1054) mas acredita-se que exista desde os finais do século VI.

O sacerdote redentorista Vitor Hugo, que também é historiador, explica o significado da oferta.“O sentido último das Rosas de Ouro é de uma homenagem, um gesto de gentileza e de doação do próprio Papa. As Rosas de Ouro são confeccionadas e abençoadas em Roma. É uma rosa porque esta é conhecida como ‘a rainha das flores’, uma flor altamente valorizada pelo significado emocional que transmite, pela sua beleza e perfume. E é feita com o metal mais precioso, o ouro. Cada rosa de ouro é uma obra de arte de um grande ourives”.

A benção das Rosas de Ouro decorre, habitualmente, no Domingo da Alegria, no final da Quaresma.

As Rosas de Ouro no Brasil

O sacerdote explica ainda que o gesto está presente na história do Brasil.“Em nosso país, a primeira Rosa de Ouro foi enviada à Princesa Isabel como agradecimento do Papa Leão XIII pela libertação dos escravos, em 1888. E a segunda Rosa de Ouro, em 1967, enviada à Basílica de Aparecida, em comemoração aos 250 anos da pesca da imagem de Nossa Senhora. Para quem a recebe, ao mesmo tempo em que é uma homenagem, é um sinal de benção”.

Padre Vítor acrescenta que a oferta da primeira Rosa de Ouro ao Santuário Nacional teve um simbolismo também de solidariedade com o povo brasileiro, tanto assim que o anúncio do envio do presente foi feito, em primeira mão, pelo Papa Paulo VI ao presidente recém-eleito Marechal Arthur da Costa e Silva, em janeiro de 1967, quando este o visitou em Roma.

Em mensagem ao Cardeal Carmelo de Vasconcelos Motta, então arcebispo de Aparecida, por ocasião do envio da Rosa, o Papa Paulo IV traduziu da seguinte forma sua intenção:“Dizei a todos os brasileiros, Senhor Cardeal, que esta flor é a expressão mais espontânea do afeto que temos por esse grande povo que nasceu sob o signo da Cruz. No Santuário de Aparecida, ela dará testemunho de Nossa constante oração à Virgem Santíssima para que interceda junto do Seu Filho pelo progresso espiritual e material do Brasil”.

O PapaBento XVI também ofertou a Rosa de Ouro a Nossa Senhora Aparecida, por ocasião de sua visita ao Brasil durante a V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e Caribenho em Aparecida no ano de 2007.“Papa Bento XVI escolheu que a V Conferência se realizasse em Aparecida, no Brasil. Ele veio especialmente para isso e quis entregar este presente como um gesto agradecido de um Papa romeiro”, lembra padre Vitor Hugo.

As duas homenagens, de Paulo VI e de Bento XVI, foram, portanto, segundo o religioso, uma oferta da Igreja a Nossa Senhora Aparecida.“As duas Rosas de Ouro ofertadas pelos Papas mostram claramente que toda a Igreja presta esta homenagem a Nossa Senhora Aparecida, o que ao mesmo tempo é um gesto de evangelização”. E completa: “É importante lembrar o que o Papa Paulo VI disse no documento enviado junto com a rosa: “Devemos prestar homenagem a Nossa Senhora, mas não devemos parar em Maria, mas ir sempre até Jesus”.

Fonte: https://especiais.cancaonova.com/especial-mariano/aparecida/noticias---primary-categoria-/300-anos-de-aparecida-padre-explica-sentido-da-rosa-de-ouro/Denise Claro Da Redação Ao longo dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, u

Hosrários

Santos de calça jeans

Aniversários

 
Copyright © 2017 Catedral São Sebastião | Todos os direitos reservados.