« Voltar

Canto e Liturgia


Tempo da Quaresma

Catedral Metropolitana de São Sebastião



Refrão Meditativo


Senhor, eu vim aqui pra dizer.

Senhor, estou aqui pra falar:

“de ninguém mais eu serei escravo,

a ninguém mais irei escravizar.”


Ouça a Música Clique >>> AQUI <<<


Canto de Abertura


Fala assim meu coração:

“Vou buscar a tua face!”

Senhor o teu semblante

Não me escondas, não! (bis)

És, Senhor, o meu abrigo, segurança e proteção,

Tenho os olhos em ti fixos, minha rocha e salvação.

Vê meu coração contrito, vem, me guie a tua mão.

Da maldade, vem, me livra, tira-me da perdição.

Teu semblante é minha luz, é farol na escuridão.

Em teu coração encontro só bondade e compaixão.

A ti peço uma só coisa: Em tua casa habitar

Cada dia de minha vida, e o teu amor provar!

Cantarei, então, pra sempre ó meu Deus, o teu louvor!



Ouça a Música Clique >>> AQUI <<<


Ato Penitencial


Tende compaixão de nós, Senhor!

Porque somos pecadores!

Manifestai, Senhor a vossa misericórdia!

E dai-nos a vossa Salvação!

Padre: Deus todo poderoso tenha compaixão de nós,

Perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.

Amém!

Senhor, tende piedade de nós! (bis)

Cristo, tende piedade de nós! (bis)

Senhor, tende piedade de nós! (bis)


Aclamação ao Evangelho


Louvor a vós, o Cristo Rei da eterna glória (bis)

1º. Domingo

O homem não vive somente de pão,

Mas de toda palavra da boca de Deus.

2º. Domingo

Numa nuvem resplendente fez-se ouvir a voz do Pai:

Eis meu Filho muito amado, escutai-o todos vós.

3º. Domingo

Na verdade, sois, Senhor, o Salvador do mundo.

Senhor, dai-me água viva a fim de eu não ter sede!

4º. Domingo

Pois eu sou a luz do mundo, quem nos diz é o Senhor;

E vai ter a luz da vida quem se faz meu seguidor!

5º. Domingo

Eu sou a ressurreição, eu sou a vida.

Quem crê em mim não morrerá eternamente.


Ouça a Musica Clique >>> AQUI <<<


Apresentação das Oferendas


Sê bendito, Senhor, para sempre

Pelos frutos das nossas jornadas!

Repartidos na mesa do Reino,

Anunciam a paz almejada!

Senhor da vida, Tu és a nossa Salvação!

Ao prepararmos a tua mesa, em ti buscamos ressurreição!

Sê bendito, Senhor, para sempre

Pelos mares, os rios e as fontes!

Nos recordam a tua justiça,

Que nos levam a um novo horizonte!

Sê bendito, Senhor, para sempre

Pelas bênçãos qual chuva torrente!

Tu fecundas o chão desta vida

Que abriga uma nova semente!


Santo


Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo!

O céu e a terra proclamam a vossa glória.

Hosana nas alturas!

Bendito o que vem em nome do Senhor!

Hosana nas alturas! Hosana nas alturas!


Canto de Comunhão


Vem, meu povo, ao banquete da vida;

Nesta mesa eu irei te ensinar:

O jejum que me agrada é a partilha,

A oração que prefiro é amar.

Ó Senhor, como é bom ser teu povo!

Ser Igreja e viver como irmãos!

Pelo amor que nos tens eu te louvo,

Por te dares a nós neste pão!

Se desejas sentir já bem perto

Nova páscoa da libertação,

Vem primeiro comigo ao deserto

Do silêncio e da contemplação.

Se o pecado e o mal desfiguram,

Se te assustam a dor e a cruz;

Minha graça e perdão transfiguram,

Na Palavra terás nova luz.

Se o cansaço da vida te invade,

Quando a sede de amor te atingir,

Eu serei aconchego e amizade,

Junto à fonte, esperando por ti.

Sou Pastor que te dá segurança,

Que teus tímidos passos conduz.

Abre os olhos, desperta! Levanta!

Persevera nas obras da luz!

Toda a morte eu transformo em semente,

Das amarras eu vim libertar.

Junto a mim viverás plenamente

E feliz poderás caminhar.


Domingo de Ramos da Paixão do Senhor


Hosana hei; Hosana ha;

Hosana hei; Hosana hei; Hosana ha. (bis)

Ele é o santo, é o filho de Maria,

É o rei de Israel, é o Filho de Davi.

Vamos a Ele com as flores dos trigais,

Com os ramos de oliveira, com alegria e muita paz.

Ele é o Cristo, é o unificador.

É Hosana nas alturas, é Hosana no amor.

Ele é a alegria, é a razão do meu viver.

É a vida dos meus dias, é o amparo no sofrer.


Aclamação da Paixão do Senhor


Salve, ó cristo obediente! Salve, amor onipotente,
Que te entregou à cruz e te recebeu na luz!

O Cristo obedeceu até a morte,
Humilhou-se e obedeceu o Bom Jesus,
Humilhou-se e obedeceu, sereno e forte,
Humilhou-se e obedeceu até a cruz.

Por isso o Pai do Céu o exaltou,
Exaltou-o e lhe deu um grande nome,
Exaltou-o e lhe deu poder e glória,
Diante deles céus e terra se ajoelhem!


Canto de Comunhão


Somos todos convidados para a ceia do Cordeiro.

Neste mundo imolado, dos viventes é o primeiro!

Não sejamos separados do amor que ao mundo veio!

Ó Senhor, a tua Páscoa, confirmada no madeiro,

É penhor da Aliança e o fim do cativeiro!

Exaltado no calvário, o Senhor abriu caminho,

Elegendo a santuário o humano peregrino!

O seu Reino é contrário a quem nega o pequenino!

O Senhor a cada dia vem abrir-nos os ouvidos

Co’a palavra que nos guia e dá força ao abatido:

É convite de ousadia frente à morte e ao perigo.

O Senhor é nossa estrada, salvação ao mundo inteiro,

Comunhão que nos abraça, nosso fim e paradeiro!

É o amor que nunca passa, luz que brilha ao caminheiro!

Do Deus vivo e verdadeiro recebemos plena vida

Pra vivermos, pioneiros, liberdade, a mais querida:

Eis o sonho que é primeiro desde a história mais antiga.

Do triunfo sobre a morte nós fazemos a memória:

Mais que a cruz, o Cristo é forte e conquista a vitória!

Do seu povo é o norte, o Senhor de toda a história!


Oração da Campanha da Fraternidade 2014

Ó Deus, sempre ouvis o clamor do vosso povo

e vos compadeceis dos oprimidos e escravizados.

Fazei que experimentem a libertação da cruz

e a ressurreição de Jesus.

Nós vos pedimos pelos que sofrem

o flagelo do tráfico humano,

Convertei-nos pela força do vosso Espírito.

e tomai-nos sensíveis às dores destes nossos irmãos.

Comprometidos na superação deste mal,

vivamos como vossos filhos e filhas.

na liberdade e na paz.

Por Cristo nosso Senhor.

AMEM!


Hino da Campanha da Fraternidade 2014


É para a liberdade que Cristo nos libertou,

Jesus libertador!

É para a liberdade que Cristo nos libertou!

Deus não quer ver seus filhos sendo escravizados,

À semelhança e à sua imagem, os criou.

Na cruz de Cristo, foram todos resgatados

Pra liberdade é que Jesus nos libertou!

Há tanta gente que, ao buscar nova alvorada,

Sai pela estrada a procurar libertação;

Mas como é triste ver, ao fim da caminhada,

Que foi levada a trabalhar na escravidão!

E quantos chegam a perder a dignidade,

Sua cidade, a família, o seu valor.

Falta justiça, falta mais fraternidade

Pra libertá-los para a vida e para o amor!

Que abracemos a certeza da esperança,

Que já nos lança, nessa marcha em comunhão.

Pra novo céu e nova terra da aliança,

De liberdade e vida plena para o irmão.



Hosrários

Santos de calça jeans

Aniversários

 
Copyright © 2017 Catedral São Sebastião | Todos os direitos reservados.